Notícias

06/05/2022 12:21


11ª Cavalgada na Trilha dos Santos Mártires das Missões: ao som do toque de sinos, cavalarianos e comunidade regional são esperados no próximo domingo no Santuário do Caaró

Desde o primeiro dia (1/05), a 11ª edição da Cavalgada na Trilha dos Santos Mártires das Missões tem sido marcada pela acolhida e participação das comunidades. O percurso iniciou em São Nicolau, na localidade de Santo Izidro, e encerra no domingo (8/05), no Santuário do Caaró, a partir das 9h30min.  “A finalização da cavalgada é muito importante, porque entramos no Caaró ao som do toque de sinos. É uma sensação de missão cumprida”, expressou com gratidão o coordenador do evento, Charlei Willers ao convidar: “contamos com a expressiva participação de toda a comunidade regional para vivenciar conosco momentos de fé, história e tradicionalismo”.

De acordo com ele, apesar de estarem apreensivos em razão de que nos últimos dois anos não foi possível a realização por causa da Pandemia, a cavalgada está exitosa e vem surpreendendo com acontecimentos pra lá de especiais.

DESPERTAR PARA A TRADIÇÃO

Exemplo disso ocorreu na Butiá Inferior, na Escola São Francisco de Borges, na tarde de quinta-feira (5/05). Segundo o professor Charlei, um fato marcante e atípico. “Fiz uma fala para os alunos e um deles perguntou se poderia passar a mão no cavalo. E dali a pouco os demais pediram pra dar uma volta, e os cavalarianos prontamente se disponibilizaram. Esse despertar para o tradicionalismo é muito significativo”, ressaltou com alegria.

NO LOMBO DO CAVALO

Willers contextualizou que se a criança pede pra andar a cavalo, precisa de incentivo, pois pode ser essa a motivação para que as futuras gerações não deixem morrer a cavalgada, os rodeios, a semana farroupilha, o legado do tradicionalismo. “Elton Saldanha disse que a gente nunca pode perder a oportunidade de colocar uma criança no lombo do cavalo, porque ali pode estar nascendo um futuro gaúcho e uma futura prenda”, destacou com entusiasmo.

400 CAVALEIROS

O coordenador da 11ª Cavalgada na Trilha dos Santos Mártires das Missões revelou que um projeto grandioso vem sendo elaborado, alusivo aos 400 anos da chegada do padre Roque Gonzales em solo gaúcho, em 3 de maio de 1626, quando fundou a Primeira Querência do Rio Grande, que é São Nicolau.

A ideia é colocar 400 cavaleiros representando cada ano da história dessa ação jesuítica em solo gaúcho. “Vamos trabalhar na realização desse sonho e, para isso, contamos com o apoio da Associação dos Municípios das Missões (AMM) e da Associação do Legislativo das Missões (ALM), para que possamos reunir participantes dos 26 municípios missioneiros”, explicou.

HOMENAGENS

Como nos últimos dois anos não foi possível realizar o evento, nesse período infelizmente faleceram alguns participantes que fazem parte da história e tradição da Cavalgada. “Amigos que perdemos pelo caminho estão sendo homenageados por todos nós, pois deixaram seu legado. Acreditamos que espiritualmente estão cavalgando ao nosso lado”, diz Charlei Willers.

TRILHA DA CAVALGADA

A 11ª edição da Cavalgada na Trilha dos Santos Mártires das Missões, que iniciou no dia 1º de maio na localidade de Santo Izidro, em São Nicolau,  inclui os municípios de Dezesseis de Novembro, Pirapó, Roque Gonzales, São Pedro do Butiá, Rolador, Mato Queimado e Caibaté, no Santuário do Caaró, onde encerra o percurso.

Uma programação festiva voltada para a religiosidade, história e celebração alusiva ao reconhecimento dos padres jesuítas, no processo de evangelização do Rio Grande do Sul, está sendo preparada para receber cavalarianos e população regional.

Confira a progamação completa

Confira todas as imagens da parada em São Pedro do Butiá - Terra do Centro Germânico Missioneiro

EM DESTAQUE

Lojas Imigração

LOJAS IMIGRAÇÃO CAIBATÉ, FAZ SUA VIDA BEM MELHOR

Saiba mais

Propoforce 240 ML

PROPOFORCE contém as principais vitaminas e extratos que auxiliam na proteção de nosso organismo.

Saiba mais

Mais notícias

  • Aguarde, buscando...