Notícias

09/08/2018 18:15


Turismo em alta no próximo mês

A partir do mês de setembro se intensificam as visitações turísticas nas Missões. O período que compreende 10 de outubro até 10 de dezembro é considerado a alta temporada para a região. Só na agenda da guia de turismo, Nadir Damiani, são mais de 50 escurões já confirmadas. Estacionamento, sinalização e orientação para o trânsito na cidade são apontados como os principais desafios encontrados pelos turistas. Para ajudar os municípios com potencial turístico no Rio Grande do Sul um estudo de competitividade foi entregue nas últimas semanas para o poder público municipal. Realizado pela Fundação Getúlio Vargas FGV, aponta virtudes e desafios, o estudo apontou que Santo Ângelo está abaixo da média estadual, no entanto, a infraestrutura geral é considerada boa.
Turistas de Lageado
Viagem de estudo interdisciplinar de alunos do Colégio Evangélico Alberto Torres da cidade gaúcha de Lageado chegou a Santo Ângelo na manhã de quinta-feira, dia 18. São 96 alunos do 1º ano do ensino médio que permanecem na região das Missões para um reconhecimento geográfico, cultural, histórico, linguístico, entre outros aspectos regionais. A viagem complementa os estudos teóricos realizados em sala de aula.
Há oito anos o Colégio Evangélico Alberto Torres prima pelo roteiro das Missões e anualmente proporciona para grupos de 80 a 100 alunos esta viagem de estudos, que já faz parte do currículo pedagógico do ensino médio. Além dos selfs e a descontração da viagem, os alunos ouvem atentos às informações históricas e turísticas fornecidas por duas guias turísticas locais.
Na manhã de quinta-feira a professoras santo-angelenses, Nadir Damiani e Marisa Costa acompanhavam os alunos e davam todas as explicações sobre fatos históricos e culturais de Santo Ângelo. Marisa Costa além de pedagoga é presidente da Associação de Guias de Turismo da Região das Missões, ela conta que o contato é feito através de agencias de turismo, por museus, entre outras formas de aproximação, também acompanham os alunos os professores Leonel, Lilian e Eduardo, mais dos guias de excursão que fazem todo o roteiro com os alunos, Gabriel e Marli.
Além de Santo Ângelo, faz parte do roteiro, São Miguel das Missões onde devem pernoitar, Caaró e o Museu Érico Veríssimo em Cruz Alta, pois lá, os jovens buscam subsídios para realizarem um trabalho de história e literatura.

Desafios do Turismo
O professor Leonel faz uma observação quanto à conservação do patrimônio histórico do município e a infraestrutura da cidade. “Santo Ângelo precisa melhorar a infraestrutura para receber os turistas, percebi muito lixo, falta de conservação dos locais históricos”. Nos últimos anos ele vem percebendo estas questões, visto que, a escola realiza a viagem pela oitava vez. Os turistas estudantes passaram por Santo Ângelo e seguiram viagem a São Miguel na mesma manhã de quinta-feira.
“Viemos podando árvores em Santo Ângelo, usamos o GPS e entramos pela Três de Outubro”, disse na última sexta, Rosane Ritter, da Agência Sonnetur ao descer no Centro Histórico com um grupo de formandos em História. O grupo veio de Novo Hamburgo para visitar a Catedral e o Museu em Santo Ângelo, posteriormente, se as estradas permitirem, conhecerão as Ruinas de São Nicolau, São Miguel, São João Batista e São Lourenço. Ela destaca que a orientação específica para os motoristas é muito necessário para quem chega e não conhece a cidade. Rosane também aponta o quanto a Praça Pinheiro Manchado melhorou depois das reformas. A agenciadora destaca como um ponto muito positivo para o município, em um sentido geral, lamentou a apreensão em seguir o roteiro escolhido, pois os acessos a São João Batista, por exemplo, pode danificar o ônibus ou até mesmo interromper a viagem.

COMTUR
O presidente do COMTUR – Conselho Municipal de Turismo, Romaldo Melher acrescenta que Santo Ângelo precisa avançar em questões relacionadas à sinalização turística para os motoristas dos ônibus. “Não existe sinalização turística, e nem mesmo uma demarcação para o estacionamento dos ônibus, a atual delimitação existente só comporta dois ônibus”.
Romaldo enumera ainda que não existe material explicativo como mapas e folders para fornecer aos turistas e um local específico como um centro de informações turísticas. “Onde o turista vai pedir informações?” acrescenta Romaldo.

Estudos de Competitividade
A FGV - Fundação Getúlio Vargas avaliou elementos que permitem estabelecer parâmetros em relação a outros 29 destinos turísticos do Rio Grande do Sul é o chamado “Estudos de Competitividade”. Três dos destinos foram propostos pelo Ministério do Turismo (MTur) – Porto Alegre, Gramado e Bento Gonçalves, os demais, pela Setur – Bagé, Cambará do Sul, Canela, Canoas, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Erechim, Frederico Westphalen, Ijuí, Lajeado, Montenegro, Pelotas, Rio Grande, Novo Hamburgo, Passo Fundo, Santa Cruz do Sul, Santa Rosa, Santa Maria, Santana do Livramento, Santo Ângelo, São Miguel das Missões, Taquara, Torres, Três Coroas, Uruguaiana e Vacaria.
A ferramenta permite avaliar Santo Ângelo em critérios como infraestrutura, transporte, acesso, equipamentos e serviços turísticos, além de outros elementos que permitem conhecer a realidade destes locais no Rio Grande do Sul. De acordo com a pesquisa, Santo Ângelo alcançou uma média geral de 51,7 pontos. O índice está abaixo da média geral do Estado que é de 56,8.

EM DESTAQUE

Restaurante Origens

Roteiro por São Miguel das Missões

É cercado de lendas e costumes, símbolo da Nascente do Riogrande, Patrimônio da Humanidade.

Saiba mais

Restaurante Quick

Restaurante mais tradicional de Santo Ângelo com 28 anos de atuação.

Saiba mais

Mais notícias

  • Aguarde, buscando...