Notícias

02/12/2017 16:28


Bossoroca e seu Vocabulário, por João Antunes.

       O município missioneiro de Bossoroca, que em tupi guarani significa Iby-Soroc: rasgão no solo, voçoroca, barroca, é diferenciado em diversos aspectos sobre a cultura local num comparativo com outros municípios gaúchos e brasileiros. Há diversos aspectos do regionalismo que aqui são bem mais acentuados e evidenciados.
       O próprio nome Bossoroca tem um caráter meio exótico e, às vezes, engraçado na visão de algumas pessoas. Estas particularidades e o rastro deixado por Noel Guarany, Jayme Caetano Braun, João Luiz Bandeira da Silva e tantos outros no anonimato fizeram com que este lugar seja um dos municípios mais cantados em versos no cenário rio-grandense-do-sul e praticamente único nestes aspectos, fatos estes que abrem campos para que mais pessoas façam pesquisas, estudos e dissertações sobre estes assuntos ligados à nossa cultura e ao nosso bossoroquês.
       Aqui as lendas, as crendices, as estórias e as histórias têm lugar no meio do povo. Por isso Bossoroca é lendária, legendária.
       O nosso linguajar, por exemplo, traz um vocabulário todo especial que é visto, empregado e sentido em nosso cotidiano.
       Lembro-me agora de uma situação quando o nosso conterrâneo Olívio Dutra, numa das campanhas passadas, era candidato a governador do Rio Grande do Sul, em que ele se referindo às dificuldades e certos esfacelamentos do nosso Estado, disse: a economia está esquachiringada.
       Garimpei algumas palavras e expressões da nossa cultura local onde aqui na Buena Terra Missioneira a tradução exata é esta tal como se diz e se escreve:
       abichornado: triste; - abilolado: tonto; - acolherado: junto; - afofar o garrão: sair em disparada; - ajoujado: presos um ao outro; - amasiado: amansebado, amigado; - andar na verga: seguir corretamente; - apojar: fazer agrados; - aprecatar-se: preparar-se; - aprochegar-se: chegar, passar adiante; - arrastar asa: galantear; - atafuiar: colocar dentro; - atarantado: descontrolado; - atiçado das idéias: esperto, alerta - atracação medonha: bastante serviço; - atravancado: atravessado; - badulaque: bugiganga, escroto; - bagual: indômito; - baita: grande; - balaca: mentira; - balofo:inconsistente; - bangorno: bordoada; - barrasquero: sujeito indigesto; - batendo chicaca: meio sem norte; - batendo matraca: quem conversa demais; - bater o brim: surrar; - bem no nó da taquara: no lugar exato; - bicar: tomar um gole; - bimbarra: alavanca; - biscalho: facão; - bistonto: desatento; - boca entaipada: dificuldade pela frente; - bodoso: metido; - bofiar: erguer peso, trabalhar bastante; - bombear: olhar; - bocó: bacamarte, sujeito quase imprestável; - bosoroquês: linguajar bossoroquense, de Bossoroca; - boró: dinheiro; - bulita: bolinha de gude; - bosserão: sujeito cheio de bossa; - caganito: pequeno; - cagarola: guri arteiro; - caagoiá: mate amargo, azedo;- caguincho: menino, piá; - calçar o pé na macega: firme no posicionamento; - cambicho: namoro, romance, ficar; - canhar: ser egoísta; - carão: recusa de um convite para dançar; - carpeta: jogo de cartas; - caúna: erva amarga; - chá de casca de vaca: surra um relho; - chasque: recado; - chibear: contrabandear; - chimitosque: ótimo; - choto: facão; - chulear: observar, olhar; - coió de mola: bobalhão; - cola fina: homem da cidade; - cola grossa: homem do interior; - com o c...na estaca: com a vida complicada; - com os bois pegos: em ótima situação; - córnio gran-puta: sujeito que não presta; - cortado dos caporal: sem dinheiro; - currumina: falácia;- cujuminar: agregar, aproximar; - dar um pitoco: chamar atenção; - dar uma bisoiada: verificar, observar; - de bofe azedo: brabo;- deitar o cabelo: sair correndo; - de lombo arcado: quem se submete; - de salta butiá do bolso: algo interessante; - de vereda: imediatamente; - desacolherado: solto, separado; - desconotar: separar; - desgranido: desgraçado; - de croque: agachado; - de plancha: de lado; - deu um baita c... de boi: grande problema; - distrambeliado: atrapalhado;- eito: parte pronta de uma capina; - empacar: não sair do lugar; - empiriquitado: enfeitado; - embuchada: grávida; - encanzinado: brabo; - encarapitar: ir junto; - encorquilhado: retorcido; - esbofear: trabalhar intensamente; - escagasseado: assustado; - escrafunchar: remexer; - escroncho: feio, mal arrumado; - esgruvinhar: escabelar; - esquachiringada: esfacelada; - esgualepado: machucado; - esguaritado: à toa ; - estropiado: sofrido; - fiambre: pedaço de carne; - flor de especial: gente boa, situação ótima; - funchaço: ser lesado em alguma coisa; - fusilico: arteiro; - gafurin: terneiro pequeno; - gaipa: emenda sextavada na madeira; - gavia: grupo de pessoas safadas; - guenzo: torto; - guerrudo: pão; - grimpa: bem no alto; - guasca: órgão genitor masculino; - inté: até; - inticar: provocar; - joqueio: habilidade a mais; - lacear: engordar, aumentar;- lambisgóia: enxerido; - lasqueado: bobo, palhaço; - lateio: ato sexual; - levar uma coça: apanhar; - levar uma garoa com vento: receber xingada ; - levar um cagaço: susto; - lonanco: rengo; - longito: um pouco distante; - lorpa: sujeito imprestável;- lufrido: atrevido; - macanudo: bom, de respeito, especial; - macureiro: sujeito entendido; - mal e com tosse: em dificuldade; - mal enjorcado: não alinhado;- mandrujo: órgão sexual grande; - manguá: pau para bater feijão;- manguear: mudar de rumo.; - moquear: tirar proveito;- maula: sujeito ruim; - meter a cucharra: intrometer-se; - morocha: rapariga; - muçiço: sujeito pró-ativo; - muquete: soco; - murchar a orelha: conter-se, aceitar; - mutiátio: pessoa qualquer; - mutreta: negócio sujo; - naco: pedaço; - na pá do rabo: bunda; - não te calça: não dificulta; - nó na tripa: dor de barriga; - ontonte: anteontem; - pai do badanha: autoridade; - parei com o teu semblante: abismar-se ; - patacas: moedas; - piazedo: gurizada; - pieco-pieco: com problemas mentais;- piola: corda; - pussuca: pedinchão; - que bicheira: algo que está ruim; - queimar campo: mentir; - quizila: intriga - rebimba: um ganho a mais, vantagem; - rebolquear: se remexer.  - refrestelado: abobado; - rente: de raspão; - revertério: mudança súbita; - revesgueio: olhar pelo canto do olho, de soslaio; - sapicuá: bolsa antiga; - sapituca: doença repentina; - saraquá: plantar grãos com cavadeira de madeira; - sarapantado: assustado; - se calçar: empacar;  - se mandar pra cucuias: ir pra longe; - soiteira: parte de um relho; - sotreta: de pouco mérito; - surrupiar: apossar-se do alheio; - sussuarana: cobra; - surumanha: bicho estranho; - tabacudo: ignorante, apedeuta, inergumeno;- tantã: louco; - tapado de mutuca: acuado; - tatete: tanajura, egoísta; - taura: sujeito bom; - tentiar: experimentar; - tentiando o bico da gança: buscando uma oportunidade; - tiangas: raparigas; - timoneando: levando a vida; - trabuzana: pessoa mau caráter; - trambolho: objeto feio;  - tramposo: sujeito mau caráter; - trapizonga: geringonça qualquer, engenhoca simples; - três ontonte: antes de anteontem;- tronchaço: levar uma pancada, ir de encontro;- truvisco: objeto estranho; - tubuna: sujeito perigoso; - tunda: surra; - tusina de laço: também levar uma surra; - tutaméia: pouco, resumido; - xavasca: faca ; - zambaiento: barulhento.

Facebook = João Carlos Oliveira Antunes
Bossoroca (55) 9999-42970 joaoantunes10@terra.com.br 
Batalha M'Bororé 
Batalha de Caiboaté
Salamanca do Jarau, o amor do Sacristão por Teiniaguá  

EM DESTAQUE

Churrascaria do Chico

Fazendo vontades com sabor, qualidade e economia.

Saiba mais

Mekal Casa Limpa Santo Ângelo

Para os cuidados com a higiene e limpeza Mekal Casa Limpa.

Saiba mais

Restaurante Quick

Restaurante mais tradicional de Santo Ângelo com 28 anos de atuação.

Saiba mais

Mais notícias

  • Aguarde, buscando...