Notícias

02/12/2017 16:28


Bossoroca e seu Vocabulário, por João Antunes.

       O município missioneiro de Bossoroca, que em tupi guarani significa Iby-Soroc: rasgão no solo, voçoroca, barroca, é diferenciado em diversos aspectos sobre a cultura local num comparativo com outros municípios gaúchos e brasileiros. Há diversos aspectos do regionalismo que aqui são bem mais acentuados e evidenciados.
       O próprio nome Bossoroca tem um caráter meio exótico e, às vezes, engraçado na visão de algumas pessoas. Estas particularidades e o rastro deixado por Noel Guarany, Jayme Caetano Braun, João Luiz Bandeira da Silva e tantos outros no anonimato fizeram com que este lugar seja um dos municípios mais cantados em versos no cenário rio-grandense-do-sul e praticamente único nestes aspectos, fatos estes que abrem campos para que mais pessoas façam pesquisas, estudos e dissertações sobre estes assuntos ligados à nossa cultura e ao nosso bossoroquês.
       Aqui as lendas, as crendices, as estórias e as histórias têm lugar no meio do povo. Por isso Bossoroca é lendária, legendária.
       O nosso linguajar, por exemplo, traz um vocabulário todo especial que é visto, empregado e sentido em nosso cotidiano.
       Lembro-me agora de uma situação quando o nosso conterrâneo Olívio Dutra, numa das campanhas passadas, era candidato a governador do Rio Grande do Sul, em que ele se referindo às dificuldades e certos esfacelamentos do nosso Estado, disse: a economia está esquachiringada.
       Garimpei algumas palavras e expressões da nossa cultura local onde aqui na Buena Terra Missioneira a tradução exata é esta tal como se diz e se escreve:
       abichornado: triste; - abilolado: tonto; - acolherado: junto; - afofar o garrão: sair em disparada; - ajoujado: presos um ao outro; - amasiado: amansebado, amigado; - andar na verga: seguir corretamente; - apojar: fazer agrados; - aprecatar-se: preparar-se; - aprochegar-se: chegar, passar adiante; - arrastar asa: galantear; - atafuiar: colocar dentro; - atarantado: descontrolado; - atiçado das idéias: esperto, alerta - atracação medonha: bastante serviço; - atravancado: atravessado; - badulaque: bugiganga, escroto; - bagual: indômito; - baita: grande; - balaca: mentira; - balofo:inconsistente; - bangorno: bordoada; - barrasquero: sujeito indigesto; - batendo chicaca: meio sem norte; - batendo matraca: quem conversa demais; - bater o brim: surrar; - bem no nó da taquara: no lugar exato; - bicar: tomar um gole; - bimbarra: alavanca; - biscalho: facão; - bistonto: desatento; - boca entaipada: dificuldade pela frente; - bodoso: metido; - bofiar: erguer peso, trabalhar bastante; - bombear: olhar; - bocó: bacamarte, sujeito quase imprestável; - bosoroquês: linguajar bossoroquense, de Bossoroca; - boró: dinheiro; - bulita: bolinha de gude; - bosserão: sujeito cheio de bossa; - caganito: pequeno; - cagarola: guri arteiro; - caagoiá: mate amargo, azedo;- caguincho: menino, piá; - calçar o pé na macega: firme no posicionamento; - cambicho: namoro, romance, ficar; - canhar: ser egoísta; - carão: recusa de um convite para dançar; - carpeta: jogo de cartas; - caúna: erva amarga; - chá de casca de vaca: surra um relho; - chasque: recado; - chibear: contrabandear; - chimitosque: ótimo; - choto: facão; - chulear: observar, olhar; - coió de mola: bobalhão; - cola fina: homem da cidade; - cola grossa: homem do interior; - com o c...na estaca: com a vida complicada; - com os bois pegos: em ótima situação; - córnio gran-puta: sujeito que não presta; - cortado dos caporal: sem dinheiro; - currumina: falácia;- cujuminar: agregar, aproximar; - dar um pitoco: chamar atenção; - dar uma bisoiada: verificar, observar; - de bofe azedo: brabo;- deitar o cabelo: sair correndo; - de lombo arcado: quem se submete; - de salta butiá do bolso: algo interessante; - de vereda: imediatamente; - desacolherado: solto, separado; - desconotar: separar; - desgranido: desgraçado; - de croque: agachado; - de plancha: de lado; - deu um baita c... de boi: grande problema; - distrambeliado: atrapalhado;- eito: parte pronta de uma capina; - empacar: não sair do lugar; - empiriquitado: enfeitado; - embuchada: grávida; - encanzinado: brabo; - encarapitar: ir junto; - encorquilhado: retorcido; - esbofear: trabalhar intensamente; - escagasseado: assustado; - escrafunchar: remexer; - escroncho: feio, mal arrumado; - esgruvinhar: escabelar; - esquachiringada: esfacelada; - esgualepado: machucado; - esguaritado: à toa ; - estropiado: sofrido; - fiambre: pedaço de carne; - flor de especial: gente boa, situação ótima; - funchaço: ser lesado em alguma coisa; - fusilico: arteiro; - gafurin: terneiro pequeno; - gaipa: emenda sextavada na madeira; - gavia: grupo de pessoas safadas; - guenzo: torto; - guerrudo: pão; - grimpa: bem no alto; - guasca: órgão genitor masculino; - inté: até; - inticar: provocar; - joqueio: habilidade a mais; - lacear: engordar, aumentar;- lambisgóia: enxerido; - lasqueado: bobo, palhaço; - lateio: ato sexual; - levar uma coça: apanhar; - levar uma garoa com vento: receber xingada ; - levar um cagaço: susto; - lonanco: rengo; - longito: um pouco distante; - lorpa: sujeito imprestável;- lufrido: atrevido; - macanudo: bom, de respeito, especial; - macureiro: sujeito entendido; - mal e com tosse: em dificuldade; - mal enjorcado: não alinhado;- mandrujo: órgão sexual grande; - manguá: pau para bater feijão;- manguear: mudar de rumo.; - moquear: tirar proveito;- maula: sujeito ruim; - meter a cucharra: intrometer-se; - morocha: rapariga; - muçiço: sujeito pró-ativo; - muquete: soco; - murchar a orelha: conter-se, aceitar; - mutiátio: pessoa qualquer; - mutreta: negócio sujo; - naco: pedaço; - na pá do rabo: bunda; - não te calça: não dificulta; - nó na tripa: dor de barriga; - ontonte: anteontem; - pai do badanha: autoridade; - parei com o teu semblante: abismar-se ; - patacas: moedas; - piazedo: gurizada; - pieco-pieco: com problemas mentais;- piola: corda; - pussuca: pedinchão; - que bicheira: algo que está ruim; - queimar campo: mentir; - quizila: intriga - rebimba: um ganho a mais, vantagem; - rebolquear: se remexer.  - refrestelado: abobado; - rente: de raspão; - revertério: mudança súbita; - revesgueio: olhar pelo canto do olho, de soslaio; - sapicuá: bolsa antiga; - sapituca: doença repentina; - saraquá: plantar grãos com cavadeira de madeira; - sarapantado: assustado; - se calçar: empacar;  - se mandar pra cucuias: ir pra longe; - soiteira: parte de um relho; - sotreta: de pouco mérito; - surrupiar: apossar-se do alheio; - sussuarana: cobra; - surumanha: bicho estranho; - tabacudo: ignorante, apedeuta, inergumeno;- tantã: louco; - tapado de mutuca: acuado; - tatete: tanajura, egoísta; - taura: sujeito bom; - tentiar: experimentar; - tentiando o bico da gança: buscando uma oportunidade; - tiangas: raparigas; - timoneando: levando a vida; - trabuzana: pessoa mau caráter; - trambolho: objeto feio;  - tramposo: sujeito mau caráter; - trapizonga: geringonça qualquer, engenhoca simples; - três ontonte: antes de anteontem;- tronchaço: levar uma pancada, ir de encontro;- truvisco: objeto estranho; - tubuna: sujeito perigoso; - tunda: surra; - tusina de laço: também levar uma surra; - tutaméia: pouco, resumido; - xavasca: faca ; - zambaiento: barulhento.

Facebook = João Carlos Oliveira Antunes
Bossoroca (55) 9999-42970 joaoantunes10@terra.com.br 
Batalha M'Bororé 
Batalha de Caiboaté
Salamanca do Jarau, o amor do Sacristão por Teiniaguá  

EM DESTAQUE

Hotel Raios De Sol Missioneiro São Pedro do Butiá RS

Clube Gaúcho CG

Famoso clube de Santo Ângelo onde ocorrem diversos tipos de eventos. 

Saiba mais

Restaurante o Guarani

Mais notícias

  • Aguarde, buscando...