Notícias

18/05/2017 15:27


Otávio Reichert - INTEGRANDO 19/05/2017

Concurso: O 2º Edital do IBGE 2017, oferece 24.984 vagas para nível escolar médio ou fundamental. Dos cargos disponíveis, destaca-se o de Recenseador. Para nível Fundamental há 18.845 vagas, com remuneração de até R$ 3.000,00, mais Auxílios Alimentação e Transporte, Férias e 13º.
Inscrições: Até 23 de maio de 2017. As provas serão aplicadas no dia 16 de julho. Endereço eletrônico: www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/ibge-pss. As provas? Regionalizadas.
Duração do Contrato: Previsão de 7 e 5 meses, conforme a função. A validade do concurso será de 2 (dois) anos.
OBS: Há possibilidade de se renovar e/ou ainda ser recontratado para funções administrativas.

Recenseador: Já se fazia desde idos tempos, lembrando que José e Maria precisaram fazê-lo às vésperas do nascimento do Jesus Menino. Como precisava ser feita na terra de origem, e José havia nascido em Belém... 
Voltando aos dias atuais, no dia 30 de abril passado aconteceu o 2º Encontro das famílias Menges, Nagel e Sehn. Fiz o protocolo da festa, organizada pela amiga Maria Nagel, anfitriã maior do evento. Por iniciativa dela, criamos uma encenação sobre “O Recenseador”. Ao “teatro”, vesti um capote à moda Hitler, e adentrei o recinto identificando-me como recenseador, sendo recebido por ela, vestida com turbante e avental, conforme os imigrantes do século passado. Enquanto eu falava um português austero, ela “não entendia” minhas perguntas, e respondendo com sotaque alemão e desencontradas.
Humor à parte, abordei sobre as dificuldades vivenciadas pelos tantos povos que imigraram ao Brasil, fossem alemães, italianos, poloneses, russos, etc. Desconheciam o idioma português ou espanhol praticado na América do Sul, muito sofrendo para se comunicarem, um empecilho a mais para somar à pobreza e falta de recursos.
Muitos dos presentes naquele encontro foram às lágrimas quando citei a história do austríaco Valentin Von Adamovich, principal escultor da reformulação da nossa Catedral Missioneira. Ele que viveu, trabalhou e morreu em Santo Ângelo. Segue resumo:

Von Adamovich: Quando jovem, participou da Primeira Guerra Mundial. Já durante os anos da Segunda Guerra, em 1939, fugiu de lá adentrando pela Argentina, mas depois procurou visitar os trabalhos realizados pelo padre Antonio Sepp, conterrâneo que idolatrava. Foi parar em São Luiz Gonzaga. Era o governo de Getúlio Vargas, que ordenou perseguições aos alemães (e outros povos) em todo o Brasil, incluindo as missões, onde os imigrantes eram acusados de nazistas. Dentre os presos estava Adamovich. Levados de trem a Porto Alegre eram torturados e submetidos a trabalhos forçados. Meses depois libertaram-no, porém ao regressar sua esposa não o reconheceu devido às chagas e desnutrição.
Mais tarde viria a Santo Ângelo, onde deu sequência aos trabalhos esculturais em várias obras, destacando a renovação da Catedral Angelopolitana, deixando impresso seu talento, atuando ainda como arquiteto, engenheiro e pintor.
Documentários registram ali uma passagem trágica: machucou-se ao trabalhar a pedra grés, sua matéria-prima. Esse ferimento veio causar-lhe um tumor maligno, atrofiando-lhe um dos braços. Ele retratou essa enfermidade na obra triste e inacabada do índio Sepé Tiaraju, hoje exposta no Museu Municipal de Santo Ângelo, onde se vê a desproporção de um dos braços da escultura, simbolizando a dor e o sofrimento do homem por trás do gênio. Ele amarrava o seu instrumento de trabalho na mão para poder esculpir na pedra, exatamente como fazia o mineiro Aleijadinho.
Conforme o professor Mário Simon, em 1997, a própria igreja que Adamovich ajudou a adornar negou-lhe a encomendação de seu corpo, pois os padres não reconheciam seu matrimônio com Clarina Lunkes, pois que ele havia se separado da primeira esposa na Áustria. (Fontes: Portal das Missões e livro Imigrantes Alemães e Italianos, de Antonio C. Rousselet e Helmuth B. Rosenthal)

 Humor: O recenseador na casa de um japonês: - Boa tarde! Sou do IBGE... Estes filhos são seus ou são adotivos?
- Filhos de japonês!?
- Desculpe-me, mas vendo que sua esposa também é japonesa, e as crianças não possuem feições orientais...
- São filhos de proveta, né! De proveta! Respondeu ele, meio incomodado.
- Puxa! Onde foi isso, lá no Japão?
- No, no… aqui no Brasil, mesmo! E constrangido esclareceu: - Enquanto japonês viajava, outros imigrantes fizeram Proveta com mulher de japonês, né! 

Site: Otávio Reichert
Facebook = Otavio Geraldo Reichert  
Site: Monumento Pe. Antônio Sepp 
Site: Quem entalhou as imagens da Catedral de Santo Ângelo? 
Vídeo: Documentário Von Adamovich: o gênio esquecido, Vida e Obra 
Imagem: Von Adamovich referência histórica em escultura na Região das Missões 
Notícia: Baú da História conta a história de Santo Ângelo  
Depoimento: Sirlei M. Mascarin  
Depoimento: Helena Filippin

EM DESTAQUE

Mato Queimado

Clube Gaúcho CG

Famoso clube de Santo Ângelo onde ocorrem diversos tipos de eventos. 

Saiba mais

X-Delicious

Mais notícias

  • Aguarde, buscando...