Notícias

11/07/2018 15:30


Gralha a Guardiã da Origem dos Mistérios

Dentre as milhares de aves, com certeza a gralha figura entre as mais belas. Sua rara beleza, numa combinação de cores marcantes, fê-la conhecida como gralha-de-crista-negra, gralha-do-mato e uraca.
Conforme lendas indígenas, estas falam que um ser inanimado ficou fascinado com sua própria sombra, e que este pequeno ser  tanto olhou, tanto bicou, tanto arranhou sua sombra, que acabou criando vida, tornando-se uma ave, hoje conhecida por gralha. E ainda hoje, ao deslocar-se do corpo, agindo individualmente, liberta energias e beleza, unindo céu e terra, fogo e água, vento e pedra, numa profusão de mistérios que nem a ciência da mente humana explica. Conhecida como a Guardiã dos Mistérios, na verdade é a Guardiã da Origem dos Mistérios, assim dizem os alquimistas dos guaranis.
Por sua superatividade, a gralha não pode ser criada em cativeiro. O movimento faz parte da sua proteção, e para não podermos fixar o olhar nos olhos dela, voejam em bandos para que não possamos distinguir nem sua sombra. Ave alegre e brincalhona, seu trabalho é comunitário, uma são todas, todas são uma. Trabalham em equilibrando com a natureza, e quando esta sofre alterações, os bandos se aquietam, para depois transportarem sementes ao universo, buscando assim reequilibrar as energias, e tudo voltar ao normal. Portanto, ao avistá-las quietas, pousadas num galho ou pasto, algum mistério paira no ar, energias cósmicas estão em acomodação.
Diz que, se conseguirmos olhar bem dentro dos olhos da gralha, seremos capazes de encontrar uma dimensão sobrenatural, ou ainda, a Origem que rege a natureza como a fonte do orvalho, a energia a brotar da terra, o rufar dos ventos no arvoredo, de onde vertem as lendas, os contos e outras superstições.
Sendo a gralha a guardiã das leis sagradas, ela possui a rara capacidade de mudar sua forma visual. Esta arte lhe possibilita, pelo vítreo do seu olhar, dimensionar além do corpo, sendo capazes de estar, conscientemente, em dois lugares a um só tempo.
Finalizando, ainda pelos conhecimentos silvícolas, algo sagrado paira sob a custodia da gralha. O Livro dos Selos, ou o Livro das Leis, escrito pelo Criador, foi encadernado com penas de gralha, simbolizando o espírito impregnado na liberdade deste pequeno corpo. Considerada a principal propagadora de sementes, em especial dos pinheiros, ela foi além da serra das vacarias, sendo também encontrada em abundância na região de Vitória das Missões, berçário dos povos missioneiros.
Versão Otávio Reicher 
Vídeo: Gralha-picaça - Vitória das Missões 
Site: São Pedro Patrono do Rio Grande do Sul
Site: # Mistério do Chimarrão
Site: Ritual da Lua Cheia

Site: A Lenda do Umbu
Site: Lenda Peixe Dourado
Site: Boitatá - Protetora do Pampa Contra Incêndios
Site: Gralha o Guardião dos Mistérios
Site: Lenda Cerro do Inhacurutum
Site: A Anti-homenagem JAZ e Sua Justiça
Site: O Negrinho do Pastoreio
Site: Lenda M'Bororé
Site: Santo dos Tropeiros
Site: Lenda e Pajada do João de Barro
Site: Lenda Da Erva Mate Versão Indígena
Site: Lenda Alecrim
Site: Lenda da Cruz de Caravaca

EM DESTAQUE

Tenda da Terra

Artesanato Indígena, Artigos Gaúchos, Quadors, Esculturas, Pintura em Tela, Camisetas, livros, Porcelanas, Cestarias e Lembranças da região.

Saiba mais

Sindilojas

Pousada das Missões

Mais notícias

  • Aguarde, buscando...